Categoria: José Guilherme Ferreira, Mais Destaques

O Sacy, de Monteiro Lobato, renasce em edição fac-similar

Bibliófilo e designer Magno Silveira funda editora Graphien para resgatar primeiras edições do escritor

José Guilherme R. Ferreira • Publicado em 11/06/2022, às 11:48 • Atualizado em 11/06/22, às 14:12




O mercado editorial brasileiro acaba de ganhar uma preciosidade: uma edição fac-similar de O Sacy, de Monteiro Lobato (1882-1948), livro publicado em 1921 e que hoje é mais que uma raridade. A publicação dessa obra renovadora do escritor  taubateano inaugura o catálogo da Editora Graphien, criada especialmente para esse fim por Magno Silveira, bibliófilo, editor e reconhecido designer com base aqui em São José dos Campos. O Sacy será lançado no dia 21 de junho, das 18 às 21h, na Livraria Martins Fontes, em São Paulo, e já está à venda on-line no site da editora (www.graphien.com.br).

Impresso em papel importado Muken (150g), no formato original 23×30 cm e capa dura, a edição de 68 páginas foi organizada por Magno Silveira e conta com artigos inéditos de Marisa Lajolo, Vladimir Sacchetta e Cilza Carla Bignotto. estudiosos da obra de Monteiro Lobato.

Magno diz que “resgatar O Sacy é devolver-lhe a carapuça, deixá-lo livre para novas traquinagens”. Quem tem a obra em mãos percebe que o resgate da primeira edição foi mais que uma questão literária. Contempla-se também a paixão pelo objeto gráfico, uma viagem ao tempo da tipografia, já que se operou um grande esforço para o máximo de fidelidade à obra original, suas cores,  e em especial os fabulosos desenhos de Voltolino. Estão ali até mesmo algumas “cicatrizes”, marcas e irregularidades do tempo dos tipos de chumbo.

A primeira edição, de 1921

A primeira edição d’O Sacy é de 1921, um ano após o sucesso de A menina do narizinho arrebitado (1920), que foi o primeiro livro infantil de Monteiro Lobato. O Sacy veio reforçar as ações do escritor na direção de uma nova literatura infantil brasileira, nesse caso com foco em um personagem muito presente no imaginário popular, o saci.

Como escreveu Marisa Lajolo na edição fac-similar, “diferentes linguagens artísticas, ainda nos arredores dos anos 20 do século passado, expressavam desejo de ruptura com padrões culturais europeus. E Lobato pegou aquele clima, desenvolvendo suas longas sagas de histórias infantis profundamente brasileiras”.

Cilza Bignotto trata em seu artigo dos sacis do folclore, da literatura, até chegar à versão muito especial de Monteiro Lobato. Vladimir Sacchetta, em “O Saci-Pererê, trajetória de um inquérito”, relembra a verdadeira pesquisa social e antropológica feita por Lobato em 1917, consultando leitores do jornal O Estado de S. Paulo sobre as crendices regionais envolvendo os sacis, material que o ajudou a forjar o seu próprio duende brasileiríssimo.

As figuras de Voltolino

O resgate da primeira edição põe em evidência também os desenhos do ilustrador Voltolino (1884-1926), responsável pelas adoráveis e movimentadas “figuras” do livro. Voltolino redesenhou o negrinho endiabrado, arteiro, de uma perna só, carapuça vermelha e pito caindo da boca, que tantas modificações sofreu nos seus pulos e nas suas andanças populares.

Magno Silveira, organizador da obra, apresenta ao leitor um pequeno perfil do ilustrador ítalo-paulistano, um dos maiores intérpretes do microcosmo infantil de Monteiro Lobato. Caricaturista requisitado por editoras, revistas e jornais, imortalizou os tipos da São Paulo das primeiras décadas do século 20.

 A Editora Graphien

A Editora Graphien foi criada pelo designer Magno Silveira com o objetivo de levar aos leitores edições fac-similares de primeiras edições de obras da literatura brasileira, a começar por livros de Monteiro Lobato. O Sacy, uma primeira edição hoje raríssima, é o primeiro.

“Para maior fidelidade à impressão tipográfica, foram projetadas ‘matrizes’ em computação gráfica minuciosamente elaboradas a partir da análise e compreensão da capa original digitalizada em altíssima resolução”, explica o organizador.

Bibliófilo e colecionador da obra do escritor taubateano, Magno tem se dedicado ao estudo e resgate do universo pictórico dos livros de Lobato, com destaque para o trabalho dos ilustradores que deram vida aos personagens lobatianos entre os anos de 1920 e 1948.

O conhecimento minucioso de Magno sobre cada traço dos artistas escolhidos a dedo por Lobato, o mergulho nos contextos culturais das obras e a expertise no campo da produção gráfica estão refletidos nessa impecável edição fac-similar de O Sacy, um marco editorial no resgate de primeiras-edições brasileiras.

Sobre os textos dos colaboradores

CILZA CARLA BIGNOTTO

Em “O Sacy, um herói brasileiro”, Cilza Carla Bignotto traça a trajetória literária do saci, com suas variadas encarnações. Presente nos contos de Carmen Dolores, Viriato Correia e João do Rio a partir de 1908, o personagem tem sua consagração com Monteiro Lobato, em 1921. É quando o molequinho endiabrado das lendas e da tradição popular, ou mesmo já tocado pelo classicismo grego, ganha nova musculatura, com bravura e inteligência. E é capaz de usar o seu “enxofre” para proteger Pedrinho contra o Lobisomem.

VLADIMIR SACHETTA

Vladimir Sachetta conta em “O Saci-pererê, trajetória de um inquérito” como Lobato fez sua pesquisa sócio-antropológica sobre o saci. As primeiras narrativas sobre lendas do Vale do Paraíba o escritor as ouviu ainda na infância da boca de escravos nas terras cafeeiras do avô, em Taubaté. O grande mergulho no tema foi por meio de concurso no Estadinho, amplificado em série de textos (“Mitologia brasílica”), publicada em O Estado de S. Paulo a partir de janeiro de 1917. Livro sobre a façanha, Sacy-Perêrê: resultado de um inquérito, foi publicado em 1918.

MARISA LAJOLO

O saci nas mãos de Lobato foi uma peça muito importante na luta contra a importação de imaginário estrangeiro na literatura infantil brasileira, muito frequente nas primeiras décadas do século 20. Marisa Lajolo conta parte dessa história em “A Fantasia nacionalizada”, apontando esse novo passo do autor de A menina do narizinho arrebitado (1920), com a introdução de figuras do folclore brasileiro em suas obras, como o Saci, a Cuca e a Iara. Lobato já não tinha paciência para anõezinhos barbudos como os do Jardim da Luz.

MAGNO SILVEIRA

A história do livro O Sacy é também a história do saci desenhado pelo ilustrador Voltolino. Editor atento, Lobato inovou ao colocar o crédito devido já na capa: “com desenhos de Voltolino”. Em “Um boêmio entre sacis”, Magno Silveira faz um perfil desse caricaturista ítalo-paulista que não só ilustrou vários livros de Lobato, como era requisitado colaborador de revistas como O Pirralho, dirigida pelo modernista Oswald de Andrade, e do jornal da colônia italiana Il Pasquino Coloniale, no qual perpetuou a figura do personagem Juó Bananére.

 

SERVIÇO

O Sacy, de Monteiro Lobato
(fac-similar da primeira edição, de 1921).

Edição e organização: Magno Silveira
Editora Graphien

Impresso em papel importado Muken (150g), no formato original 23×30 cm e capa dura, tem 68 páginas.

LANÇAMENTO

21 de junho (terça-feira), das 18 às 21h

Livraria Martins Fontes
Avenida Paulista, 509
Bela Vista, São Paulo

VENDAS ONLINE

Visite o site da Graphien para mais informações:

www.graphien.com.br



Acompanhe nossas notícias de forma mais rápida em seu celular pelo Google News. Clique aqui e siga a SP Rio +.


Deixe seu comentário:
Os comentários não representam a opinião da SP Rio +. A responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas noticias
Cidades

Fortes ventos causam queda de árvore em Campos do Jordão

Os fortes ventos, que atingem as cidades da Região Metropolitana do Vale do Paraíba nesta quarta-feira (10), causaram a queda …

3 horas atrás
Cidades, Mais Destaques

Obra dos Contornos da Tamoios está 80% finalizada, diz secretário de transporte

O secretário de transporte de São Paulo, João Octaviano Neto, informou que a obra dos Contornos da Tamoios está bem …

5 horas atrás
Cidades

Aberta as inscrições da corrida de rua do distrito de Eugênio de Melo

A Prefeitura de São José dos Campos abriu, nesta quarta-feira (10), as inscrições para a corrida de rua do distrito …

6 horas atrás
Esporte, Linha de Frente

Camisa do EC Taubaté: conheça as 10 mais bonitas

A Camisa do EC Taubaté é a mais tradicional do Vale do Paraíba devido a sua faixa transversal azul ou …

7 horas atrás
Cidades

Porto de São Sebastião está com as operações suspensas

O Porto de São Sebastião está com as operações suspensas devido a um pedido do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio …

9 horas atrás
Economia

Embraer fecha parceria com VOAR para atendimentos no aeroporto de Congonhas

A Embraer anunciou, na manhã desta quarta-feira (10), que fechou uma parceria com a VOAR Aviation para oferecer atendimentos não-programados …

10 horas atrás
Esporte

EC Taubaté e São José EC estreiam hoje no Campeonato Paulista Feminino 2022

Novo início! AD Taubaté e São José EC realizam, nesta quarta-feira (10), as suas estreias no Campeonato Paulista Feminino 2022.
Buscando …

11 horas atrás
Branded

ZKitchen SJC: cozinha compartilhada é tendência no Brasil; conheça

Tendência em diversas partes do Brasil, o conceito de cozinha compartilhada chegou em São José dos Campos. A ZKitchen, inaugurada …

1 dia atrás
Cidades, Mais Destaques

Defesa Civil emite alerta de baixas temperaturas no Vale do Paraíba

A Defesa Civil do Estado de São Paulo emitiu um alerta para as baixas temperaturas na Região Metropolitana do Vale …

1 dia atrás
Cidades, Destaque

Governo de SP entrega hoje três estradas recuperadas e modernizadas no Vale

O Governo do estado de São Paulo vai entregar, nesta quarta-feira (10), três estradas recuperadas e modernizadas pelo DER (Departamento de …

1 dia atrás